ABC dos Felinos: Cuidados básicos com os gatos I

Cuidados básicos com os gatos I



Apresentamos nessa seção algum cuidados básicos com felinos. Utilize as informações apenas como referência para cuidar do seu gato. As opiniões dos profissionais podem variar e aconselhamos você e seguir sempre a orientação do veterinário que trata de seu animal.

ALIMENTAÇÃO

Filhotes a partir de 45 dias de idade

Ração para filhotes: certamente é a melhor opção. Existem muitos tipos (secas ou úmidas), sabores (carne, peixe, frango, carneiro, fígado, etc.) e marcas no mercado. Na primeira consulta, o veterinário recomendará o tipo de ração que você deverá fornecer ao filhote. A quantidade de ração a ser dada varia com o peso e a idade do animal. Os fabricantes de ração, na própria embalagem do produto, fazem a recomendação da quantidade ideal.

Gatos a partir de 1 ano de idade

Ração para gatos adultos: seca ou úmida, 2 vezes ao dia.

Dicas:

Os filhote comem várias vezes ao dia quando pequenos;
Os filhotes passam a comer menos à medida que vão crescendo; assim, deve-se reduzir o número de refeições gradativamente. O adulto (a partir de 1 ano) come 1 ou 2 vezes ao dia;
A ração para adultos deve ser dada a partir de 1 ano de idade. O excesso de alimentação causará obesidade e inúmeros problemas ao animal;
Restos de comida, doces, massas e tudo o que não for prescrito pelo veterinário deve ser evitado, mesmo que o gato goste ou queira comer.
Mudanças alimentares devem ser feitas gradativamente, ou o animal poderá apresentar diarréia;

CÁLCIO E VITAMINAS

O filhote necessita de complementação de cálcio e vitaminas no primeiro ano de vida, época de crescimento muito acelerado. A falta de cálcio nessa fase causará o raquitismo. Animais que se alimentam exclusivamente de ração balanceada podem ter as necessidades de cálcio supridas, desde que se alimentem corretamente, na quantidade indicada pelo fabricante da ração. De qualquer forma, o veterinário que acompanhará o crescimento do gato deverá analisar o caso, o tipo de alimentação e a necessidade de cálcio para o animal.

DENTIÇÃO

A troca de dentes se inicia com 3,5 meses de idade e termina aos 6 meses. O gato pode formar tártaro, o que provoca o mau-hálito e a perda precoce dos dentes permanentes. A cárie também ocorre em animais que recebem alimentos doces com frequência, mas é de ocorrência rara. Existem serviços odontológicos especializados para cuidar dos dentes do seu gato.
Higiene da boca: existem escovas e pastas dentais importadas para gatos. Mas essa prática de escovação deve ser feita desde a fase de filhote, do contrário dificilmente os adultos aceitarão a escovação. Ela deve ser feita 2 a 3 vezes por semana, no mínimo. Animais que comem ração seca terão menos tártaro do que aqueles que se alimentam com ração em lata (úmida).

BANHOS

A partir de 45 dias de idade, com sabão de côco medicinal e xampu neutro não inseticida (antipulgas). Caso o filhote tenha pulgas, dar banhos com sabonete de enxôfre. Em gatos, o banho pode ser dado mensalmente. O felino, por si só, limpa sua pelagem lambendo-se diariamente. Consulte seu veterinário quanto a tratamentos com produtos anti-pulgas, à venda em pet shops. Banhe o animal com água morna, e coloque algodão nos ouvidos para evitar a entrada de água.

PELAGEM

Escovar diariamente o animal para retirar pêlos mortos, poeira, e para verificar a presença de parasitas (pulgas, carrapatos, etc.). A escovação no gato é essencial pois, ao lamber-se, ele engole muitos pêlos mortos. Esses pêlos, misturados às fezes, podem formar um fecaloma (bolo de fezes muito duro e ressecado). Habitue seu gato a ser escovado todos os dias.

Fonte: Web Animal / Dra. Silvia C. Parisi
Foto: Google Imagens / ABC dos Felinos
Página anterior Próxima página
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...