ABC dos Felinos: Por que o gato se lambe

Por que o gato se lambe



Todos que tem gatinhos de estimação se perguntam “Por que meu gato se lambe quase o dia todo, quando eu o pego ou por qualquer outra ocasião?”. E realmente eles ficam a maior parte do tempo esfregando a patinha na língua e depois a passam na orelha, então repetem o processo indo para a cabeça e continuando pelo restante do corpo. Enfim, é um procedimento no qual eles permanecem por horas, mas que faz parte de sua natureza.

A primeira explicação disto tudo é que historicamente os felinos faziam isto depois de se alimentarem, sendo uma maneira de espantar os supostos predadores. Instintivamente procurando maneiras de sobreviver “no mundo lá fora”, eles sabiam que o cheiro no corpo após as refeições poderia causar estes ataques inesperados, então até hoje o gato se lambe como forma de banho, para retirar todo tipo de odor do corpo. E higiênicos como são desde sempre, este costume faz parte de suas personalidades, sentindo-se limpos após a lambedura.

Este hábito é comum, mas tudo que é em excesso realmente pode significar que algo não vai bem. E no caso dos peludinhos, se lamber demais pode ser uma compulsão, que é causada quando ele está com algum problema psicológico. Se ele está sentindo falta da atenção e do carinho do seu dono, será comum ele começar a exagerar neste costume. E para verificar isso, procure ver se ele se isola mais do que o habitual, se esconde embaixo da cama, dentro dos armários ou muda o seu comportamento (ficando triste ou agressivo). Então, deve-se procurar ajuda profissional para tratá-lo.

O gato se lambe demasiadamente também por causa do stress e este fator se dá pelo seu lado controlador. Ele considera o local onde vive realmente dele, por isso um móvel modificado ou trocado de lugar, se alterar a sua rotina, pode fazer com que ele entre em um estado traumático e uma das maneiras dele mostrar esta sua situação é limpar o seus pelos excessivamente.

Vale ressaltar que antes de diagnosticar por conta própria que o seu gato esteja com algum destes problemas de comportamento, verifique se ele não está com pulgas, micoses, foi picado por algum outro animal e a causa da lambedura seja por estes ou até mesmo outros motivos. Entretanto, independentemente do que seja, se você perceber que ele está diferente, leve-o ao veterinário, pois só ele saberá avaliar a situação e recomendar o tratamento necessário, podendo até incluir medicamentos antidepressivos se o caso for realmente psicológico.

Se o gato se lambe, não precisa tomar banho?

Engana-se quem pensa isto. Há situações em que realmente a língua (que é áspera exatamente para esta finalidade) já seja suficiente para retirar a sujeira do bichano, principalmente quando não saem de casa e vivem em um ambiente asseado. Mas ainda existe quem queira dar banho no seu peludo, por isso certifique-se sobre os produtos indicados e de qualidade para felinos e a pelagem dele, tomando todos os cuidados necessários, pois eles são mais difíceis de gostarem de água para a chuveirada e esta técnica requer práticas diferentes das procedidas com os cães.

Já para o gato que tem a mania de passear na rua é recomendável e até mesmo imprescindível banhos periódicos, dependendo da frequência com que eles saiam. Semanalmente é o ideal, especialmente se ele for de cor clara, mas caso não seja possível, quinzenalmente é uma boa assiduidade.

Higienizar as patinhas deles ao chegarem da rua, já que o gato se lambe e a saúde dele precisa ser conservada, evitando doenças como infecções, é fundamental. Além disso, é uma excelente maneira de evitar problemas até mesmo para as pessoas da casa. Um pano umedecido é suficiente, mas caso o dono queira usar algum produto para complementar a limpeza, deve consultar um especialista, que indicará o correto para este caso.

A relação do gato se lamber e vomitar bolas de pelo

É normal que o gato que se lambe engula seus pelos no “banho”, já que a aspereza da sua língua faz com que os pelos se prendam nela. E é também natural que eles as vomitem no decorrer do dia, expelindo o que o estômago não conseguiu digerir. Portanto, para ajudar com que isto seja reduzido, anote algumas dicas: faça as tosas recomendadas (entre 3 ou 4 meses) se ele tiver a pelagem longa, escove-o de duas a três vezes ao dia, opte pelas rações que ajudam na digestão (pergunte ao veterinário a mais aconselhada para o seu pet) e dê ao seu bichano petiscos para esta finalidade.

acesse: Cachorro Gato

Fonte: Cachorro Gato / Dr. Ricardo Tubaldini
Foto: Google Imagens / ABC dos Felinos
Página anterior Próxima página
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...