ABC dos Felinos: Gato tem sete vidas?

Gato tem sete vidas?



Você já deve ter escutado alguém dizer que ‘gato tem sete vidas’. Na realidade, o bichano tem apenas uma que dura, em média, 14 anos. Assim, a expressão é considerada superstição, que surgiu a partir de lendas muito antigas, provavelmente inspiradas pelas características do felino.

O animal é conhecido pela agilidade e habilidade de escapar de situações de perigo sem nenhum machucado. Essa capacidade de sobrevivência, comparada a outras espécies, está relacionada ao tamanho e peso do gato. Eles permitem, por exemplo, que o bichano sofra impacto menor ao cair no chão de grande altura.

Não há diferença de habilidades entre o macho e a fêmea. O gato, porém, tem o corpo mais desenvolvido do que a gata, com a musculatura e o volume das bochechas (para defesa contra patadas na face) maiores.

Mesmo sendo esperto, o bichano precisa de cuidados como qualquer outro animal de estimação. Tem de ir com frequência ao veterinário, pois pode desenvolver várias doenças.

LENDAS - Não se sabe ao certo a origem da expressão sobre o número de vidas dos gatos. Mas desde a Idade Média existiam lendas na Europa. Uma delas está relacionada às bruxas. Naquela época, acreditava-se que os gatos, principalmente os pretos, possuíam poderes especiais, como muitas vidas.

Em países do Hemisfério Norte acredita-se que o gato tenha nove (e não sete) vidas. Esses números têm significado importante em diversas culturas. Para alguns povos, o gato também representava o mal e, por isso, era jogado do alto de construções. Mas, para a surpresa de todos, sobreviviam, passando a ideia de que tinham várias vidas.

Já no Egito Antigo, as nove vidas do gato estavam ligadas aos deuses. A adoração pelo animal era tanta que muitos eram representados com a cabeça do felino; entre eles, a deusa Bastet.

Fonte: Diário do Grande ABC / Bruna Gonçalves
Foto: Google Imagens / ABC dos Felinos
Página anterior Próxima página
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...