ABC dos Felinos: Gatos idosos

Gatos idosos



Você sabia que a longevidade dos gatos é superior a dos cães? Sabia também que os sinais de envelhecimento são mais discretos?

Para manter o seu gatinho saudável e contribuir para uma vida longa, é necessário uma alimentação equilibrada e adequada para a faixa etária, consultas periódicas e exames de check-up.

Os gatos idosos apresentam mudanças fisiológicas e comportamentais, mas é preciso entender se são mudanças inerentes ao processo de envelhecimento ou decorrentes de processos patológicos.

Gatos idosos são:

- Mais sedentários
- Menos enérgicos
- Mais restritos em suas atividades
- Menos tolerantes ao calor ou frio
- Apresentam pelos secos e sem brilho
- Diminuição de audição, visão e olfato
- Perda de tônus muscular.

Evite deixar os gatinhos estressados

Hospedagens em hotéis ou internações constantes podem deixar os felinos estressados e, consequentemente, desencadeiam algumas doenças. Evite!
Fique atento!!

Devido à longevidade dos gatos idosos, as doenças mais comuns são:

- Insuficiência renal crônica
- Problemas dentários
- Tumores(linfoma gastrintestinal)
- Degeneração óssea e muscular
- Doenças cardiovasculares
- Diabetes mellitus
- Hipertireoidismo.

Quando devo iniciar o programa preventivo de saúde para o gato idoso?

O programa preventivo deve ser iniciado a partir dos 7 anos de idade e se estender ao longo da vida do felino.
Avaliações clínicas e laboratoriais são necessárias e devem ser feitas, ao menos, a cada 6 meses.

É importante entender todas as mudanças fisiológicas e comportamentais dos gatos idosos, para que o dono zele, cada vez mais, pela qualidade de vida do adorável “bichano”.

Fonte: Cuidado Único / Dra. Thais S. Sousa
Foto: Divulgação / ABC dos Felinos
Página anterior Próxima página
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...